Defesa do Manchester ganha louros por vitória sobre o Barça

A excelente atuação defensiva doManchester United na semifinal da Liga dos Campeões contra oBarcelona, na terça-feira, foi um elemento tão importantequanto o golaço de Paul Scholes que garantiu a vitória por 1 x0. A bomba de fora da área do meia logo aos 14 minutos foi aúnica diferença entre as equipes em 180 minutos de futebol, eassegurou ao time da casa sua terceira presença em final daLiga dos Campeões, após os títulos de 1968 e 1999. Entretanto, a fanática torcida do Manchester ainda deveagradecer aos defensores quando comprar seus ingressos para afinal do dia 21 de maio, em Moscou. Contra o Barcelona, o Manchester não sofreu gol pela 30avez em 53 jogos nesta temporada -- e ainda manteve seu goleiroinvicto pela 5a vez consecutiva na Liga dos Campeões. O xerife Rio Ferdinand fez uma partida excelente, vencendodividida após dividida, e Wes Brown estava tão comprometido namarcação que acidentalmente chutou a cabeça do goleiro Edwinvan der Sar. O técnico Alex Ferguson foi obrigado a improvisar na defesajá que Nemanja Vidic não conseguiu se recuperar de uma contusãono rosto que sofreu contra o Chelsea no fim de semana, mas otécnico disse que não chegou a ficar preocupado. "Wes Brown é um defensor natural e ocupou sua posição,então eu não estava preocupado", disse Ferguson a repórteres. O Manchester vai enfrentar na primeira final inglesa daLiga dos Campeões o vencedor da semifinal entre Liverpool eChelsea, que jogam nesta quarta-feira. O jogo de ida foi 1 x1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.