Rodrigo Coca/Ag.Corinthians
Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

Defesa sólida e torcida são armas do Corinthians para se manter no G-6 do Brasileirão

Time de Sylvinho encara o Fortaleza neste sábado em duelo direto pelas primeiras colocações

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

06 de novembro de 2021 | 05h00

A defesa é o ponto alto do Corinthians no Brasileirão e a arma que o time de Sylvinho tem, além do apoio da torcida em casa, para se manter entre os primeiros colocados e fincar um lugar na próxima edição da Libertadores. Com a segunda retaguarda menos vazada do torneio, o time paulista encara o Fortaleza neste sábado, às 17 horas, na Neo Química Arena, pela abertura da 30ª rodada. O duelo tem peso dobrado para as pretensões corintianas, já que o rival é adversário direto nessa mesma luta por um lugar dentro do G-6.

O Corinthians abre a rodada com 44 pontos, na sexta posição. O Fortaleza soma 48 e aparece logo acima, no quinto ponto. Portanto, a equipe de Sylvinho nem pensa em desperdiçar pontos, caso contrário ficará mais distante do rival cearense e dos outros times à sua frente. Além disso, pode ver o Inter se aproximar.

A equipe tem a segunda melhor defesa do Brasileirão. Levou 26 gols em 29 jogos. Somente o líder Atlético-MG foi menos vazado - 22 vezes. A zaga conta com mescla entre a experiência de Gil, de 34 anos, e a juventude de João Victor, de 23.

"Esses números são importantes para ele e para o clube. Conversamos para tentar ser a melhor defesa. Sabemos que uma hora ou outra faremos o gol, então a parte defensiva precisa estar focada", frisou Gil.

A produção ofensiva, porém, não tem sido satisfatória. O time alvinegro sofreu muito para derrotar a lanterna Chapecoense na última rodada. Só conseguiu marcar no último lance, com Róger Guedes. 

"Claro que num jogo ou outro não vamos desempenhar bem, como foi na derrota para o Sport, mas estamos cientes que podemos crescer. Estamos cientes do que o professor nos pede, os jogadores que ele escolhe têm dado conta do recado, e o Brasileirão é muito difícil", afirmou Gil.

Desde que retornou à Neo Química Arena, a torcida tem sido fundamental para os bons resultados. O time fará o quarto jogo em casa depois de ganhar os outros três que fez sob a presença da Fiel contra Bahia, Fluminense e Chapecoense. Diante do time catarinese, quase 40 mil estiveram no estádio, que novamente estará cheio.

Sylvinho terá o retorno de Cássio e do volante Xavier diante do Fortaleza. Ambos cumpriram suspensão na última rodada. O lateral-esquerdo Lucas Piton, que não ficou no banco na rodada passada por um desconforto muscular, também volta a ser relacionado. Willian continua fora, em tratamento de lesão muscular.

O Fortaleza quer a vitória para entrar provisoriamente no G-4, já que o Red Bull Bragantino só entra em campo no domingo. Mais do que isso. Um resultado positivo deixa o time cearense a oito pontos de uma vaga para a Copa Libertadores de 2022 se for levar em conta a média histórica de pontuação para o G6 entre os anos de 2011 a 2020.

A tarefa, porém, não será fácil. Além de superar o Corinthians em estádio que promete estar cheio, o Fortaleza precisa passar por cima de desfalques importantes. São cinco jogadores que não estão à disposição do técnico Juan Pablo Vojvoda.

O zagueiro Titi e o polivalente Matheus Jussa cumprem suspensão, assim como o volante Éderson, que já não poderia atuar por estar emprestado pelo Corinthians. Os alas Lucas Crispim e Yago Pikachu continuam lesionados e desfalcam o Fortaleza mais uma vez.

"Todos os jogos são difíceis, principalmente fora de casa contra uma equipe muito qualificada como o Corinthians. Mas temos totais condições de chegar lá e fazer um bom jogo. Claro, concentrados. Com bastante humildade. Mas temos tudo para tirar os três pontos lá", disse o atacante David.

CORINTHIANS X FORTALEZA

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Cantillo (Gabriel); Du Queiroz, Giuliano, Renato Augusto e Gabriel Pereira; Róger Guedes. Técnico: Sylvinho.

FORTALEZA - Marcelo Boeck; Tinga, Marcelo Benevenuto e Jackson; Edinho, Felipe, Ronald, Lucas Lima e Bruno Melo; David e Romarinho. Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC)

HORÁRIO - 17h

LOCAL - Neo Química Arena

TV - Premiere. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.