Defesa volta a atormentar São Paulo no Brasileiro

Time é o mais vazado entre os 11 primeiros da competição e sofrerá com baixas para as próximas rodadas

Fernando Faro, O Estado de S. Paulo

23 Setembro 2014 | 11h30

Se ofensivamente o São Paulo tem feito um excelente Campeonato Brasileiro até aqui - é o segundo melhor ataque, com 40 gols -, a defesa volta a ser uma preocupação para o time, que ainda sonha com a liderança. Com os três gols sofridos diante do Corinthians na derrota por 3 a 2, o Tricolor chegou à marca de 24 e é a pior defesa entre os 11 primeiros colocados da competição.

"Não tenho muito o que falar, não sou eu que escalo", limitou-se a dizer Alan Kardec, quando perguntado sobre a instabilidade defensiva da equipe.

Os últimos dois jogos foram particularmente cruéis para o São Paulo. Vazado seis vezes nos tropeços contra Coritiba e Corinthians, a equipe viu ruir suas chances de se aproximar do Cruzeiro, que perdeu no fim de semana para o Atlético-MG e manteve os sete pontos de vantagem.

" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

E o time continuará tendo problemas nos próximos jogos. Rafael Toloi, com um estiramento muscular, deve ficar fora pelo menos um mês; Alvaro Pereira cumpre suspensão e Rogério Ceni, com uma tendinite no joelho esquerdo, tem presença incerta contra o Flamengo, nesta quarta-feira, no Morumbi.

"É claro que o Rogério faz falta, mas precisamos reconhecer as qualidades do Denis. Ele é um goleiro jovem e nos passa confiança, mas o Rogério tem nos acompanhado nas viagens por ter uma chance de jogar e está sempre conversando conosco e nos incentivando", emendou o atacante.

Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo FC Brasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.