Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Déficit do Corinthians aumenta em 2018 e clube deve mais de meio bilhão de reais

Diretoria alega que compra de atletas fez com que o valor da dívida aumentasse, mas destaca alguns pontos positivos

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

23 Outubro 2018 | 14h47

O Corinthians divulgou o balanço financeiro de agosto nesta terça-feira onde apresentou um déficit de R$ 21 milhões nesta temporada e R$ 504 milhões no total. Houve um aumento de 22% no déficit em comparação a julho, quando o número era de R$ 17,3 milhões.

Apesar dos números, o clube acredita que conseguirá fechar o ano no azul, pois ainda receberá R$ 20 milhões da premiação da Copa do Brasil e outras receitas vindas de patrocínios pontuais.

Um dos motivos alegados pela diretoria para o aumento da dívida é pela contratação de jogadores neste período, casos do chileno Araos, do volante Douglas e de alguns garotos para as categorias de base.

O Corinthians fez questão também de divulgar uma nota explicando que os resultados são considerados como positivos. O clube lembra que o déficit de agosto é 40% menos que o de agosto do ano passado e que as despesas caíram 39%.

Dentre as receitas com o futebol, a maior continua sendo os direitos de transmissão de TV, que rendeu R$ 132, 5 milhões na temporada. Quanto as despesas, a folha salarial custou R$ 121,3 milhões.

Em agosto, o futebol do clube teve superávit de R$ 3,9 milhões e o que fez a dívida aumentar foi o clube social e os esportes amadores que, juntos, causaram um déficit de R$ 25,1 milhões.

 


 

Mais conteúdo sobre:
Corinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.