Deivid deve deixar Santos no sábado

O atacante Deivid não participou dos treinamentos desta quinta-feira. Oficialmente, fez um trabalho rápido em separado do grupo pela manhã e pediu dispensa para resolver problemas particulares, mas a situação não é bem essa. Ele deve mesmo deixar a Vila Belmiro no sábado, já que o Nova Iguaçu não irá renovar o contrato de empréstimo com o Santos. "Só falo sobre isso no domingo", esquivou-se o presidente do clube carioca, Jânio de Moraes.Deivid também evitou comentar o que aconteceu pela manhã no Centro de Treinamento Rei Pelé, mas ele foi pressionado por algumas pessoas e não gostou da conversa. "Não me senti bem e pedi dispensa", comentou o atacante. Esse silêncio ocorre na antevéspera do vencimento do contrato do jogador e o assunto deverá mesmo ser resolvido pela Justiça. Por conta da pendência, o Santos deverá arbitrar o passe na Federação Paulista de Futebol em R$ 8 milhões, depois de ter apresentado uma proposta de renovação de contrato por mais cinco anos.Ocorre que os dirigentes do Nova Iguaçu contestam os direitos dos santistas na metade do passe do jogador e os comentários em Santos são de que só esperam o término do contrato, que ocorrerá no sábado, para anunciar o novo time de Deivid. Como o passe do atacante está vinculado ao time carioca e a preferência do Santos vai até sábado, os empresários cariocas estarão livres para negociar o atleta.

Agencia Estado,

28 de junho de 2001 | 18h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.