Deivid em situação inversa de Robinho

O centroavante Deivid está vivendo uma situação inversa de Robinho: quer ficar na Vila Belmiro em definitivo, mas o Bordeaux ainda não aceitou a proposta feita pelos dirigentes santistas. Assim, ele não jogará domingo e vai ficar treinando até que a situação se defina. Caso isso demore a acontecer, irá se reapresentar ao clube francês no dia 17. Também uma transferência de Ricardinho começa a ser comentada no CT Rei Pelé. As informações são de que o técnico Wanderley Luxemburgo recomendou à direção do Real Madrid a contratação do meia e as negociações estão adiantadas. Deivid mantinha a esperança de continuar no Santos. "Da minha parte, está tudo certo. Falta a parte do Bordeaux e as coisas podem ser resolvidas logo". Ele confirmou que no domingo o clube francês baixou a pedida original. Não falou sobre os valores, mas os 6 milhões caíram para 4 milhões de euros. O centroavante não sabe qual a proposta que seu procurador, Jorge Moraes, levou aos franceses em nome da diretoria santista. Se Deivid está otimista, a situação pode se complicar. Há informações de que o Santos ofereceu 2 milhões de euros para ficar com o centroavante em definitivo, proposta que teria desagradado a direção do Bordeaux. Assim, ele já deve ter recebido a ordem de retornar no dia 17 para a França. Deivid é apenas mais um problema para o técnico Gallo. Ele quer contar com Robinho e Léo, que retornam nesta sexta da Alemanha, mas nenhum dos dois pretende entrar em campo. Fora isso, Paulo César deverá voltar à lateral-direita. Nesta quinta, o lateral fez treinamentos físicos específicos e sabe que terá de conviver com a dor na coxa durante algum tempo. "Estou fazendo tudo para ajudar", disse ele, lembrando que trabalhou normalmente na semana passada e voltou a sentir as dores. "Saí do jogo porque tenho uma lesão muscular. Se me acostumar com essa dor, esse ardido que tenho na coxa, espero poder jogar". O lateral acha que pode estar sofrendo um efeito psicológico, como disse o médico Carlos Braga. "Pode ter acontecido. Não sei se a recuperação atrasou um pouco por esse lado psicológico, mas estou fazendo de tudo para que possa estar bem e, se não estou, é porque minha recuperação não está sendo boa". Outra má notícia: o atacante Fabiano sofreu rompimento dos ligamentos cruzados do joelho esquerdo e deverá ficar afastado durante seis meses do time.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.