Deivid não se preocupa com gols e quer títulos no Fla

O Flamengo contratou para esta temporada vários jogadores com características ofensivas como os meias Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves e o argentino Bottinelli e o atacante Wanderley. Titular da equipe neste início de ano, Deivid garante que não está preocupado em marcar gols para se garantir com o técnico Vanderlei Luxemburgo. Seu objetivo é ganhar títulos pelo clube e não se preocupar com marcas pessoais.

AE, Agência Estado

26 de janeiro de 2011 | 10h45

"Meu objetivo não é ser artilheiro, é ser campeão. Do primeiro para o segundo jogo já foi diferente. Fiquei 60, 70 minutos em campo e a bola não chegou contra o Volta Redonda. Contra o América, tive três chances e fiz um gol. Espero que continue assim, com a bola chegando na frente", afirmou Deivid, que busca a melhora de rendimento. "Foi bom a bola ter entrado. É o que estou procurando. Fico feliz pelo fato de a equipe ter ido muito bem e a tendência é melhorar. Falta pouco para chegar ao ideal".

Experiente, o atacante não mostra preocupação com as críticas que recebe desde o ano passado por marcar poucos gols. "Para mim, o maior desafio é conquistar títulos no Flamengo como fiz nas outras equipes. O problema é que as pessoas querem ver aquele Deivid, que tinha 23, 24 anos. Por isso, a pressão vai existir sempre. Tenho que matar um leão a cada jogo para mostrar meu valor. Não cheguei aqui à toa. Espero fazer gols para a pressão diminuir", disse.

Nesta quarta-feira, a partir das 19h30, Deivid estará em campo com o Flamengo contra o Americano, em Macaé, pela terceira rodada do Grupo A da Taça Guanabara - primeiro turno do Campeonato Carioca. O time rubro-negro venceu os dois primeiros jogos e lidera isoladamente a chave.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFlamengoDeivid

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.