Deivid quer o título e o recorde

Um recorde e o título de campeão da Copa do Brasil. Assim, Deivid vive a expectativa do primeiro jogo da final da Copa do Brasil contra o Brasiliense, nesta quarta-feira, no Morumbi. O atacante do Corinthians defende a artilharia da competição com 10 gols, e está a um passo de quebrar a marca de Washington, da Ponte Preta. O jogador do time de Campinas é o maior goleador da Copa do Brasil com 11. "Tenho dois jogos para superar a marca", disse nesta terça-feira Deivid. "Mas sinceramente não estou pensando apenas nisso. Não quero me preocupar tanto com a artilharia. O importante mesmo é o título." O atacante do Corinthians ressaltou que sua carreira deu um salto neste ano. Depois de um começo fraco no clube, ao ser contratado no segundo semestre do ano passado, o atacante admitiu que houve uma grande transformação no seu futebol. "Estão acontecendo coisas muito boas comigo. Estou na expectativa de ganhar dois títulos importantes, a Copa do Brasil e o Torneio Rio-São Paulo, e quebrar ainda um recorde como artilheiro nacional. É realmente um momento da minha vida muito importante", disse Deivid. O jogador do Corinthians admitiu que se essa fase da carreira tivesse começado há mais tempo, ele até poderia ter chegado à seleção brasileira. "Não falo que eu estaria no grupo dos jogadores para a Copa do Mundo. Mas eu poderia sim ter disputado alguns jogos pela seleção. Mas agora quero manter a fase. Chegar até aqui pode ter sido fácil, mas o difícil mesmo será manter a boa fase. Todo mundo fica esperando um gol da gente, e o atacante vive disso mesmo." O atacante explicou que não foi tão fácil assim chegar à atual fase. Ele levou muitas críticas e o seu nome chegou a fazer parte de uma lista dos jogadores que seriam dispensados pela diretoria. Com a saída do técnico Vanderlei Luxemburgo, que havia indicado sua contratação, Deivid ficou inseguro no clube. Mas o técnico Carlos Alberto Parreira deu total apoio ao atacante, e o manteve na sua posição original, atuando pela direita, para explorar sua velocidade. "Foi uma vitória da personalidade, e do empenho", afirmou Deivid, que foi um dos destaque do Corinthians na vitória sobre o São Paulo por 3 a 2, domingo, no Morumbi, pelo Torneio Rio-São Paulo. Além de ter feito um gol, o atacante criou outras jogadas de ataque. Mas ele não se conformou com o gol desperdiçado aos 41 minutos do segundo tempo, que poderia ter ampliado a vantagem do Corinthians para o segundo jogo contra o time do Morumbi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.