Del Bosque descarta favoritismo da Espanha na Copa

Campeã da última Eurocopa e com jogadores que poderiam ser titulares em qualquer seleção do mundo, como Xavi, Iniesta e David Villa, a Espanha é apontada como uma das grandes favoritas para a Copa do Mundo da África do Sul. Mas nesta quarta-feira, em entrevista ao site oficial da Fifa, o técnico Vicente del Bosque procurou frear o entusiasmo.

AE, Agencia Estado

24 de março de 2010 | 12h51

Embora reconheça os méritos de sua seleção, ele descartou o favoritismo espanhol. E pediu cuidado inclusive para uma possível eliminação na primeira fase.

"A pergunta que sempre se repete é se somos candidatos ao título. Não estamos muito de acordo com esse ponto, como também não podemos negar que somos campeões europeus e tivemos uma grande sequência de vitórias, então é lógico que nos coloquem como favoritos", afirmou o treinador, cauteloso. "Temos que estar cuidadosos inclusive para não ser surpreendidos por Suíça, Chile e Honduras (rivais da primeira frase)".

Del Bosque procurou conter até mesmo o entusiasmo da torcida espanhola. "Todo mundo na Espanha pensa que ou vencemos o Mundial, ou será um fracasso. Considero isso um extremismo sem nenhum sentido. Mas vivemos uma época em que o extremismo é o que se vende", acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.