EFE
EFE

Del Nero marca reunião com Dunga e deve demitir técnico

Futuro do comandante deverá ser decidido na tarde desta terça

Almir Leite e Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

13 de junho de 2016 | 14h47

Uma reunião na tarde desta terça-feira na sede da CBF, no Rio, deverá decidir o futuro de Dunga. O encontro foi marcado pelo presidente Marco Polo Del Nero, que avisou ao treinador e ao coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi, sobre o encontro. A delegação chega pela manhã ao Brasil e Dunga e Gilmar devem seguir direto para o Rio.

Del Nero vai receber um relatório sobre o trabalho na Copa América e ouvir a ambos. Também deve colher a opinião do coronel Antonio Nunes, vice-presidente da CBF e que foi chefe da delegação na Copa América Centenário. Após a vitória sobre o Haiti, na semana passada, Nunes disse que "exigiria que o Brasil chegasse ao menos à final."

Dunga e Gilmar devem ser demitidos. Mas a CBF ainda não trabalha com o nome de um substituto. Fontes ligadas à CBF indicam que não haverá clima para a continuidade para o treinador. A última vez que o Brasil havia sido eliminado na primeira fase de uma Copa América foi em 1987.

Embora tenha conseguido fazer uma "limpeza" na equipe que fez uma campanha vexatória na Copa do Mundo - nenhum titular da equipe que perdeu por 7 a 1 foi escalado na partida contra o Equador pela Copa América -, Dunga levou o Brasil ao sexto lugar nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.