Aly Song/Reuters
Aly Song/Reuters

Del Potro admite cansaço, mas comemora vitória em retorno após 4 meses

Argentino ainda não está 100% depois da fratura no joelho direito

Redação, Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2019 | 09h10

Juan Martín del Potro fez, enfim, o seu retorno às quadras na madrugada desta quarta-feira, após quatro meses afastado. Recuperado de uma fratura no joelho direito, o tenista argentino admitiu o cansaço em sua estreia no Torneio de Delray Beach, nos Estados Unidos, mas celebrou a volta às quadras e o triunfo sobre o japonês Yoshihito Nishioka.

"Eu não me senti muito bem em quadra, mas acho que isso é muito normal neste momento. Estou ansioso para jogar novamente e me sentir melhor", declarou o argentino. "Eu preciso de tempo para me sentir confiante novamente com o meu joelho, com o meu corpo."

Atual número quatro do mundo, Del Potro derrotou Nishioka por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5 em um duelo de 1h50min de duração, na quadra dura do torneio americano, de nível ATP 250.

Ao fazer o seu retorno justamente em uma superfície que não é muito favorável aos joelhos, o argentino apostou em seu forte saque. Ele disparou 12 aces, contra quatro do rival, e dominou o jogo. Chegou a sofrer uma quebra de serviço, no segundo set, sem sofrer maiores riscos.

"Foi um jogo bem difícil porque Nishioka tem um jogo de base [fundo de quadra] muito sólido. Mas eu joguei bem em momentos específicos da partida. Preciso continuar a trabalhar duro com as minhas pernas porque me senti cansado no fim do segundo set", avaliou o argentino.

Del Potro sofreu a grave lesão no joelho em outubro, em uma partida contra o croata Borna Coric, pelo Masters 1000 de Xangai, na China. No entanto, conseguiu retornar aos treinos em dezembro e chegou a sonhar em disputar o Aberto da Austrália. Mas acabou desistindo do primeiro Grand Slam do ano por precaução e acabou fazendo sua estreia na temporada somente nesta madrugada.

Convidado da organização e cabeça de chave número 1, o argentino vai enfrentar nas oitavas de final uma das surpresas deste início de temporada. O local Reilly Opelka, famoso no circuito pelo seu 2,11m de altura, estreou com vitória sobre o compatriota Tennys Sandgren por 6/4 e 6/0.

No fim de semana, Opelka faturou o seu primeiro título de nível ATP da carreira ao levantar o troféu do Torneio de Nova York. Pelo caminho até a conquista, derrubou o maior favorito, o compatriota John Isner. Ocupa no momento a 56ª posição no ranking, a melhor de sua carreira até agora.

Além de Del Potro e de Opelka, avançaram em Delray Beach o próprio Isner, o britânico Daniel Evans, os locais Steve Johnson e Mackenzie McDonald, o italiano Andreas Seppi, o francês Adrian Mannarino, o moldávio Radu Albot, o espanhol Guillermo Garcia-Lopez, o italiano Paolo Lorenzi e o australiano Jordan Thompson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.