Alejandro García/EFE
Alejandro García/EFE

Delegação da Espanha denuncia furto em hotel de Recife

Seis atletas afirmam ter tido dinheiro furtado dos quartos; denúncia motivou atraso no embarque ao Rio

20 de junho de 2013 | 11h28

SÃO PAULO - A Fifa confirmou nesta quinta-feira que alguns integrantes da delegação espanhola tiveram dinheiro furtado no hotel durante a hospedagem da equipe em Recife. A informação foi publicada pelo diário esportivo espanhol Marca. De acordo com a publicação, alguns dos atletas chegaram a perder próximo de mil euros (cerca de R$ 3 mil).

"Os jogadores da seleção espanhola de futebol não vão guardar uma grande recordação de sua estada no hotel Golden Tulip de Recife, apesar da grande partida que fizeram contra o Uruguai. Suportaram a presença de insetos nos quartos, comunicação deficiente... e subtração de dinheiro", diz o texto.

Segundo o Marca, dentre os jogadores furtados está o zagueiro Piqué. A falta do dinheiro só foi percebida na manhã de segunda-feira, quando a equipe se preparava para deixar o hotel e iniciar a viagem ao Rio. Naquele dia, o voo da Espanha saiu com atraso - segundo a publicação, porque os jogadores decidiram prestar queixa do furto.

Além das autoridades brasileiras, o COL investiga o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.