Delgado se despede do Boca com artilharia

O atacante Marcelo Delgado se despediu como queria do Boca Juniors: com o título de campeão da Libertadores. O jogador, que vai para o Cruz Azul mexicano negociado por US$ 2,5 milhões, ainda ganhou um prêmio extra. Com o gol que marcou nos 3 a 1 desta quarta-feira sobre o Santos, tornou-se artilheiro da competição, junto com Ricardo Oliveira, ambos com nove gols. Desde 1995, o time campeão da Libertadores não tinha também o artilheiro. Naquele ano, Jardel, do Grêmio, foi o goleador do torneio. A festa dos jogadores do Boca, campeão pela quinta vez da Libertadores, não poderia ser de outra forma. Os jogadores se uniram no meio-campo e correram em direção ao gol defendido por Fábio Costa, atrás do qual estava a sua fanática torcida. O Boca vai procurar se reforçar para o segundo semestre. E vai buscar reforços na Colômbia. A diretoria já está negociando com o Independiente de Medellín a contratação do zagueiro Perea, do meia Restrepo e do atacante Maurício Molina. Mas pode perder o criativo Tevez, que interessa ao Bayern de Munique. Em Buenos Aires, os torcedores saíram às ruas para comemorar. A festa começou no Obelisco e se espalhou por toda a cidade, com um ?apitaço? e um ?buzinaço? promovido pelos torcedores.

Agencia Estado,

03 de julho de 2003 | 00h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.