Della Monica não consegue reeleição no Palmeiras

Conselho veta mudança no estatuto e dirigente terá de deixar o comando do clube em janeiro de 2009

AE, Agencia Estado

28 de outubro de 2008 | 08h25

O Conselho Deliberativo do Palmeiras rejeitou, na noite de segunda-feira, a mudança no estatuto do clube que prorrogaria o mandato de Affonso Della Monica, atual presidente, até o final de 2009. Para que a mudança ocorresse, eram necessários 145 votos favoráveis. No entanto, a proposta só foi aprovada por 133 conselheiros.   Veja também:  Coritiba dificulta negócio com atacante KeirrisonVeja as chances de título e de rebaixamento no Brasileirão Classificação e resultados do Brasileirão Vote: quem vai ficar com o título do Brasileirão? Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Caso o Conselho Deliberativo aceitasse a mudança no estatuto do Palmeiras, a alteração teria que ser aprovada pelos sócios do clube. A Assembléia Geral dos Sócios deve ocorrer em dezembro, mas ainda não está claro se o projeto, rejeitado pelos conselheiros, poderá ser votado novamente. O atual mandato de Affonso Della Monica se encerrará em janeiro de 2009, quando deve ocorrer nova eleição presidencial. Como já cumpriu dois mandatos, o atual presidente do Palmeiras não poderá participar do próximo pleito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.