Pierre-Philippe Marcou / AFP
Pierre-Philippe Marcou / AFP

Demitido da Espanha, Lopetegui será apresentado nesta quinta como técnico do Real

Técnico diz estar triste por demissão, mas que irá torcer pela Espanha na Copa do Mundo

Estadão Conteúdo

14 Junho 2018 | 11h02

Demitido do comando da seleção espanhola na última quarta-feira, apenas dois dias antes da estreia da equipe nacional na Copa do Mundo da Rússia, Julen Lopetegui já será oficialmente apresentado como novo técnico do Real Madrid nesta quinta.

+ Hierro dirige seu 1º treino na Espanha e alerta: 'Não temos tempo para lamentar'

+ Após troca de técnico, Sergio Ramos ressalta compromisso da seleção com a Espanha

Por meio de nota publicada em seu site oficial, o clube confirmou que a apresentação ocorrerá às 14 horas (de Brasília) no palco de honra do estádio Santiago Bernabéu, onde o treinador passará ocupar o lugar que até o final da temporada passada era de Zinedine Zidane - o francês pediu demissão do cargo de forma surpreendente, no final de maio, após conquistar um histórico tricampeonato europeu à frente da equipe.

Lopetegui foi demitido pela Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) um dia depois de ter sido oficializado como novo comandante do Real. Inicialmente, o clube informou que ele se apresentaria em Madri após a participação da Espanha no Mundial. Porém, a entidade nacional foi pega de surpresa com a negociação concluída às vésperas da competição e optou por mandar embora o treinador, que no mês passado havia assinado renovação de contrato para dirigir a seleção até a Eurocopa de 2020.

Na última quarta-feira, Lopetegui não escondeu a decepção com a decisão da RFEF e afirmou que estava "muito triste", mas desejou que a Espanha faça um bom início do Mundial e depois passar traçar uma campanha rumo ao título na Rússia.

 

O surpreendente anúncio da demissão de Lopetegui foi uma resposta da entidade à decisão do treinador de romper seu contrato unilateralmente com a seleção. Presidente da RFEF, Luis Rubiales deixou claro que a causa da dispensa foi a decisão do treinador de negociar contrato com o Real Madrid sem avisar a entidade.

Sem o técnico que deixou o cargo de forma invicta após 20 jogos à frente da seleção, a Espanha será comandada no Mundial pelo ex-zagueiro Fernando Hierro, que tem uma curta carreira como treinador. Sua estreia acontecerá logo na primeira partida do país na Copa, diante de Portugal, nesta sexta-feira, às 15 horas (de Brasília), em Ecaterimburgo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.