Khaled Desouki/AFP
Khaled Desouki/AFP

'Demonstramos que merecemos estar aqui na Copa', diz técnico da Islândia

Heimir Hallgrimsson se mostrou decepcionado com o resultado contra a Croácia, mas feliz com o comportamento dos jogadores

Estadão Conteúdo

26 Junho 2018 | 19h40

Apesar da derrota e da eliminação na Copa do Mundo, a seleção da Islândia deixou o gramado da Arena Rostov satisfeita com sua campanha em solo russo. "Demonstramos que merecemos estar aqui", declarou o técnico Heimir Hallgrimsson, após o revés diante da Croácia por 2 a 1, nesta terça-feira.

+ Croácia vence, confirma liderança do Grupo D e elimina a Islândia da Copa

+ Argentina bate a Nigéria com gol no fim e se classifica para as oitavas de final

+ Desinteressadas, França e Dinamarca fazem primeiro 0 a 0 da Copa e se classificam

"Fizemos uma boa partida contra a Argentina e hoje também. Fizemos também um boa apresentação num dos tempos contra a Nigéria. Mostramos que podemos estar aqui para enfrentar as melhores seleções do mundo", declarou o treinador.

Na Rússia, a Islândia disputou sua primeira Copa da história.

Na sua avaliação, a participação da Islândia no Mundial é o ápice de uma trajetória de bom futebol demonstrada por sua equipe nos últimos anos. "Encontramos uma identidade de time, um estilo de jogo nestes últimos anos. E todos estão de acordo. Os jogadores aceitam nossa maneira de jogar e de trabalhar", afirmou Hallgrimsson.

 

Quanto ao rendimento da equipe na sua despedida da Copa, Hallgrimsson disse ter ficado decepcionado com o placar do jogo. "Já esperávamos este tipo de jogo, com pouca posse de bola para nós. Não jogamos muitas partidas contra um rival que é tão criativo. Estou um pouco desapontado pelo resultado, mas feliz pelo jeito como jogaram os meus jogadores."

O time islandês terminou sua primeira participação na Copa na quarta e última colocação do Grupo D, com apenas um ponto, conquistado no empate com a Argentina, logo na estreia. A Croácia terminou em primeiro, com nove pontos, e os argentinos, em segundo, com quatro. Os dois times avançaram às oitavas de final.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.