Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Demora de evolução do São Paulo incomoda diretoria

SÃO PAULO - Não é só Muricy Ramalho que espera ver a evolução rápida do São Paulo para as próximas partidas. A instabilidade da equipe, que venceu os quatro jogos no Morumbi e perdeu os três como visitante, tem gerado desconforto em parte da diretoria. A avaliação é de que mesmo com um elenco deficiente tecnicamente, o treinador deveria ao menos conseguir fazer o time se impor  sobre os rivais do interior, tecnicamente inferiores.

13 de fevereiro de 2014 | 04h49

Publicamente ninguém criticará Muricy Ramalho, mas até mesmo o desempenho do treinador não tem despertado grande ânimo. Desde que seu retorno, o treinador teve aproveitamento de apenas 55% dos pontos, longe do imaginado por Juvenal Juvêncio. No entanto, tem como trunfo o fato de ter tirado o Tricolor da zona de rebaixamento no Brasileiro do ano passado e a idolatria incondicional da torcida.

É exatamente isso que blinda o treinador das críticas. "O Muricy tem um crédito imenso pelo que fez no ano passado, será difícil apagar", reconheceu ao Estado um dos dirigentes mais próximos do presidente Juvenal Juvêncio. Apesar dos elogios, uma ressalva. “Apesar disso, está na hora de mostrar resultados, mas temos certeza de que agora que o elenco está do seu agrado, eles virão.”

Os dirigentes julgam que a partir de agora a avaliação de desempenho  deve ser mais criteriosa. Como reforçaram o elenco em todas as posições pedidas por Muricy, a expectativa é por uma equipe mais competitiva e menos instável, coisa que ainda não aconteceu.

Apesar do desempenho regular, Muricy está longe de correr qualquer tipo de risco de perder o emprego. O presidente Juvenal Juvêncio confia no treinador para mudar a cara do grupo e tanto Carlos Miguel Aidar quanto Kalil Rocha Abdalla, candidatos a sua sucessão, são fãs do técnico. O temor do presidente é que Muricy volte a bater de frente com seus homens de confiança e o clima fique pesado às vésperas da eleição, que promete ser bastante tensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.