Rubens Chiri/Divulgação
Rubens Chiri/Divulgação

Denilson aprova mudanças em treino do São Paulo

Volante gostou do novo esquema com dois pontas testado pelo técnico Muricy, que deixa a equipe mais agressiva e veloz

FERNANDO FARO, Estadão Conteúdo

28 de janeiro de 2015 | 14h05

As mudanças de Muricy Ramalho no time do São Paulo ganharam apoio de Denilson. O volante vê com bons olhos as alterações do treinador, que sacou Alan Kardec da equipe titular e promoveu a entrada de Cafu para atuar num esquema com dois pontas - Michel Bastos foi avançado para o ataque.

Para Denilson, é importante que o time consiga ter mais de uma forma de jogar e possa se adaptar aos rivais de acordo com a necessidade. Com Cafu e Michel, o toque de bola deu lugar a uma equipe mais agressiva e com muita velocidade.

"Na minha opinião é uma formação boa porque você tem boas opções. Até porque temos jogadores rápidos pelas beiradas como o Cafu e o Michel. Não acredito que sobrecarrega na marcação; o Muricy conversou antes do coletivo com a gente e nos posicionou em campo para não errarmos mais", afirmou o jogador.

Antes de a bola rolar, o treinador tentou acertar o posicionamento após os muitos erros apresentados no jogo contra o Flamengo no último fim de semana, quando o time carioca venceu por 1 a 0, na Arena Amazônia, e ficou com título de torneio amistoso realizado em Manaus. A principal preocupação é não transformar as laterais em avenidas já que Bruno e Carlinhos são muito ofensivos e por vezes sofrem com bolas nas costas.

"O Muricy nos pediu para jogarmos sempre compactos, para não deixar espaços onde o adversário possa atacar. Sofremos um pouco em Manaus com isso; ele conversou um pouco com a gente para corrigir", explicou Denilson.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.