Arquivo/AE
Arquivo/AE

Denilson deixa time no Vietnã após marcar gol em partida

Atacante alega lesão e abandona a equipe, para surpresa e críticas dos torcedores e diretores do Cement

REUTERS

24 de junho de 2009 | 10h16

Depois de jogar metade da uma partida com o clube Hai Phong Cement, do Vietnã, o brasileiro Denilson chocou os torcedores ao deixar a equipe por causa de uma lesão, informou a Federação do Futebol do Vietnã (VFF).

Veja também:

especialMercado: as transferências dos times

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Denilson, que já foi o jogador de futebol mais caro do mundo, fez um gol de uma jogada livre nos primeiros minutos de sua única aparição na liga vietnamita no domingo para ajudar o Hai Phong Cement a derrotar o ex-campeão Hoang Anh Gia Lai por 3 x 1.

Ele saiu no segundo tempo quando o técnico viu que um machucado na perna direita estava impedindo-o de jogar, informou o Vietnam News. A VFF disse que ele deixou o time na terça-feira e planejava sair do país.

"Mais uma vez, torcedores estiveram tão chocados quanto surpresos há alguns dias com sua aparição", disse a VFF.

Denilson não jogou duas partidas anteriores, enfurecendo os fãs esperançosos, antes de fazer sua estreia no domingo.

O brasileiro, de 31 anos, chegou à cidade portuária ao norte do Vietnã no início deste mês após meses de bajulação. A transferência encantou os torcedores da equipe da liga vietnamita.

Mas sua rápida saída certamente irritou torcedores do Hai Phong, conhecidos por suas arruaças.

Na última sexta-feira, a federação proibiu os torcedores do time de assistirem jogos com roupas que levam os símbolos do time ou o nome, informou o site da equipe.

A decisão foi tomada após os torcedores do Hai Phing entrarem em confronto com a polícia paramilitar em Hanói quando o time perdeu uma partida.

Denilson foi assunto de uma transferência recorde em 1998 quando o Real Betis pagou mais de 35 milhões de dólares para assinar com ele.

O relatório da VFF informou que o contrato do brasileiro apenas estipulava pagamento para partidas jogadas. Ele recebeu 12 mil dólares (R$ 23 mil) pela partida e um bônus de 5 mil dólares (R$ 9,8 mil) pelo gol, informou o site do jornal Ngoisao.

(Reportagem de John Ruwitch e Nguyen Nhat Lam)

Tudo o que sabemos sobre:
mercado do futebolDenílsonVietnã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.