Denílson diz que está bem fisicamente e fala até em seleção

Atacante veste a camisa do Palmeiras e garante que está pronto para jogar já neste sábado pelo time

André Rigue, estadao.com.br

12 de fevereiro de 2008 | 13h29

Alegre e motivado. Assim o atacante Denílson, que vestiu oficialmente nesta terça-feira a camisa do Palmeiras, se define com o acerto com o time alviverde. O jogador, que assinou contrato até o final da temporada, prometeu empenho e afirmou que está preparado para jogar, se o técnico Vanderlei Luxemburgo quiser, já neste sábado, contra o Juventus, em Ribeirão Preto, pelo Campeonato Paulista. Veja também Palmeiras quer contratar atacante Kléber, do Dínamo de Kiev Irmão de Fred diz que jogador continuará no futebol francês Denílson disse que não sabe se conseguirá impor o estilo de jogo que o consagrou na seleção brasileira, que é o drible. O atleta destacou a forma de jogar das equipes brasileiras e contou que precisará de mais velocidade. Sobre seleção, aliás, ele afirmou que tem como meta vestir novamente a camisa amarelinha. O longo jejum de títulos do Palmeiras também é um desafio para o jogador, que espera dar alegrias aos torcedores. Sobre a forma física, Denílson, que treinou antes da apresentação, disse estar em boas condições. O jogador não atua desde novembro do ano passado, quando deixou o Dallas, dos Estados Unidos. Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Denílson: RETORNO AO BRASIL"Fico feliz por ter voltado. No futebol, você tem oportunidades e momentos. E eu estou tentando aproveitar os momentos. A oportunidade foi dada pelo Palmeiras há cinco meses [quando ele utilizou as instalações do clube para fazer recuperação física antes de jogar no Dallas], e agora posso retribuir." RECEPÇÃO NO PALMEIRAS"A forma que os jogadores me receberam foi incrível. Tenho muito a agradecer ao clube, que permitiu que eu recuperasse a minha forma física." POSIÇÃO EM CAMPO"Eu sempre joguei pelo lado esquerdo. Mas nos últimos clubes atuava mais pelo meio, na criação. Vou aguardar a decisão do Luxemburgo. Mas estou pronto para corresponder às expectativas dele." APELIDO DE REI DO DRIBLE"É difícil falar se minha técnica vai sobressair. No Brasil, a coisa é diferente. Você tem de correr muito mais. Eu procuro aprender muito com as críticas e sei que minha responsabilidade será grande. Como jogador profissional, eu cresci na experiência." FINALIZAÇÕES"Estou tentando aprimorar meus arremates. A gente sabe da dificuldade de marcar gols, mas é importante que eu consiga balançar as redes para me valorizar." FORMA FÍSICA"Estou bem, pois venho me dedicando aos treinamentos, até porque minha responsabilidade é muito grande. Conseguiram fazer um bom trabalho comigo, que fez com que eu baixasse de peso. Não jogo desde novembro, mas estou pronto para ser relacionado no próximo jogo. Talvez comece no banco, o que é normal." TÍTULOS"São desafios que você tem de enfrentar. Quando você chega num clube grande, que não ganha uma taça há alguns anos, a cobrança é maior. A diretoria fez contratações boas, que vão ajudar na campanha. Espero dar alegrias aos torcedores." SELEÇÃO BRASILEIRA"Meu objetivo é apresentar um bom futebol no Palmeiras e mostrar que tenho condições de retornar à seleção." 

Tudo o que sabemos sobre:
DenílsonPalmeirasPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.