Denílson fala muito e pode ser punido

Denílson cobrou raça e empolgação do Bétis, antes do clássico com o Sevilla, e agora corre risco de ser punido pela Federação Espanhola de Futebol. O atacante brasileiro afirmou, nos dias que antecederam a derrota por 1 a 0 no duelo da Andaluzia, que era preciso ?morrer?, além de ?matar e massacrar? os rivais locais.As declarações do campeão do mundo foram consideradas ofensivas e o Comitê Antiviolência pressiona o tribunal esportivo a agir com rigor. A repercussão da frase surpreendeu Denílson, que não admite ter cometido falta grave.?É evidente que falei aquilo no sentido figurado?, justificou-se o brasileiro, ressentido. ?Minhas declarações eram só em termos profissionais e esportivos?, insistiu. ?E sei que a maioria das pessoas entendeu o que eu quis dizer.?Denílson prefere não se manifestar mais, antes de eventual julgamento, e se defende com o argumento de que não é violento nem seria ingênuo de atiçar a rivalidade. ?Não tive má intenção alguma?, disse. ?Ou alguém acha que eu entraria em campo com uma bomba??

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.