Denílson já se escala no lugar de Léo Lima

Luxemburgo pensa em recuar Diego Souza para ser volante, abrindo uma vaga para Denílson

Juliano Costa, Jornal da Tarde

25 de abril de 2008 | 20h59

Denílson chegou de mansinho, agradou a alguns, ainda não convenceu a outros, mas parece predestinado a participar como titular do Palmeiras no jogo deste domingo contra a Ponte Preta. Veja também: Vote: qual time vai ser o campeão de 2008?  Serviço: para quem vai à final Ponte Preta x Palmeiras Ponte dribla espiões e esconde escalação  Sérgio Guedes: 'Ser treinador é muito desgastante' Palmeiras empata com o Sport Recife por 0 a 0 no PalestraCom a contusão de Léo Lima e a suspensão de Martinez, Vanderlei Luxemburgo está propenso a recuar Diego Souza para a função de volante (sua posição de origem), abrindo uma vaga ao lado de Valdivia. E é aí que entra Denílson. Ele seria o escolhido. "Isso vai ser ótimo pra mim. É uma grande responsabilidade, mas estou pronto para ser titular nos dois jogos", diz o atacante, de 30 anos. "Só é uma pena que a chance possa vir assim, na contusão de um companheiro."Léo Lima sentiu uma fisgada na coxa esquerda no empate de 0 a 0 com o Sport pela Copa do Brasil. Um exame feito ontem mostrou que ele precisará de três a quatro semanas para se recuperar.Luxemburgo parecia pressentir que algo de ruim aconteceria a algum de seus titulares. "Poupei o Elder Granja, que tem um histórico delicado de lesões, o Alex Mineiro, que é meu único centroavante, e o Pierre, meu volante mais marcador. Estava sentindo que algo poderia acontecer. Mas não imaginei que fosse com o Léo Lima."O treinador tem outros três volantes no elenco: Wendel, Makelele e Francis. Qualquer um poderia substituir Léo Lima. Mas o fato é que o treinador já tem Pierre no time e não gosta de ter dois cabeças-de-área "apenas marcadores". Ele prefere que pelo menos um dos volantes tenha boa saída de bola. "Diego Souza já jogou comigo como volante durante o segundo tempo de um jogo no Paulista [contra a Portuguesa]. Sei que ele pode fazer essa função." Para escalar um volante mais técnico, não apenas marcador, o chefão deve levar ainda em consideração o fato de que os principais meias da Ponte não vão jogar: Elias está machucado e Renato, suspenso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.