Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Denilson opera o joelho e desfalca São Paulo por 45 dias

Volante fica de fora da excursão que o Tricolor fará pela Europa e pelo Japão

AE, Agência Estado

25 de julho de 2013 | 15h57

SÃO PAULO - Não há fase ruim que não possa piorar. Para tentar encerrar a pior sequência de derrotas da sua história, o São Paulo não vai poder contar com o volante Denilson. O jogador saiu lesionado do confronto contra o Internacional, quarta-feira à noite, no Morumbi, foi operado nesta quinta, e vai desfalcar a equipe por um mês e meio.

O jogador foi operado no HCor (Hospital do Coração), em São Paulo, na manhã desta quinta, para correção do menisco lateral do joelho direito. De acordo com os médicos, a artroscopia foi bem sucedida e o jogador passa bem após o procedimento.

"A cirurgia foi ótima, solucionou a lesão e a previsão é de que o atleta volte a jogar em até seis semanas", afirmou o ortopedista Rene Abdalla, responsável pelo procedimento que durou cerca de 40 minutos.

Denilson, assim, fica de fora da viagem que o São Paulo fará à Europa e ao Japão nas próximas duas semanas. A se confirmar a previsão de seis semanas de baixa, ele só voltaria à equipe na 20ª rodada do Brasileirão, a primeira do returno, quando o São Paulo enfrenta a Ponte Preta.

Sem ele, o técnico Paulo Autuori pode dar uma chance a Fabrício na equipe titular que vai enfrentar o Corinthians, neste domingo, às 16h, para tentar encerrar uma sequência de oito derrotas seguidas e 11 partidas sem vencer. Também disputam posição ao lado de Rodrigo Caio os volantes Wellington e Allan.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.