Denílson pode pedalar por Robinho

Robinho era esperado para o jogo de despedida de Narciso, segunda-feira à noite, na Vila Belmiro, mas não apareceu. Porém, a torcida não perdeu a viagem porque Denílson, que sonha em retornar ao futebol brasileiro, encarregou-se de dar pedaladas e fazer malabarismo com a bola, levando o público ao delírio. Na tarde desta terça-feira, no CT Rei Pelé, o ponta esquerda do Betis, da Espanha, já era tido como um dos jogadores mais indicados para ser o substituto de Robinho, que deve mesmo ir para o Real Madrid. Até o técnico Gallo, que teria vetado o seu nome na semana passada, admitiu o possível interesse pelo ex-são-paulino. "Denílson não estava sendo cogitado na semana passada, mas diante das circunstâncias, não deixa de ser um bom nome", afirmou, negando-se a dar mais detalhes. No momento, o Santos trabalha em duas frentes para recompor o time, caso se confirme a saída de vários titulares como Léo, Ricardinho, Bóvio, além de Robinho: o gerente de futebol, Luís Henrique de Menezes, e Gallo estão fazendo contatos para contratar um grande goleiro, um zagueiro e um meia, enquanto na Espanha, o vice-presidente da diretoria, Norberto Moreira da Silva, tem a difícil missão de comprar os direitos federativos de Deivid, que pertencem ao Bordeaux, da França. "Dr. Norberto teve a primeira das muitas reuniões com o Bordeaux e a tendência é de que o Santos fique com o jogador", resumiu Gallo. Porém, as negociações estão complicadas porque o La Coruña, da Espanha, mesmo enfrentando sérios problemas financeiros, apresentou uma proposta de quatro milhões e meio de euros por Deivid, após ter vendido o seu centroavante titular. Consta que o Santos estaria oferecendo US$ 2 milhões por 50% dos direitos federativos do jogador e US$ 4 milhões para ficar com ele em definitivo. O zagueiro Leonardo, titular da seleção brasileira Sub-20, que ficou em terceiro lugar no Mundial disputado na Holanda, está deixando o Santos. Nesta quarta, o clube vai informar qual será o seu destino. Fala-se no futebol português e holandês. Quanto a Léo, que estará de folga até quinta-feira, é possível que a sua transferência para o Celta de Vigo (Espanha), Benfica (Portugal) ou Bayer Leverkusen (Alemanha) seja acertada até o final da semana. O seu empresário, Ico Martins, confirma que, quando o jogador renovou contrato, no final do ano, fez um acordo para ter a sua saída para o exterior facilitada e agora teria que pagar uma pequena multa rescisória para ser liberado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.