Dênis chega às pressas e ganha chance de jogar

Nos últimos dez anos, os goleiros reservas do São Paulo tiveram pouquíssimas oportunidade de jogar. Recém-chegado ao clube, Dênis teve sua primeira chance de ficar no banco neste domingo, contra a Portuguesa, porque Bosco sentiu uma contusão. E, quando o ídolo Rogério Ceni sentiu uma lesão muscular, no segundo tempo, foi chamado e não decepcionou, ganhando elogios do técnico Muricy Ramalho."É assim o futebol, ele teve a chance e estava preparado, entrou tranquilo e fez boas defesas", disse o treinador sobre a atuação do goleiro de 21 anos, que defendeu pelo menos duas bolas difíceis quando o jogo estava 1 a 0 - o São Paulo acabou vencendo por 2 a 0. "A gente sempre tem que aproveitar a oportunidade, não é fácil estrear assim", admitiu o goleiro, contratado da Ponte Preta para ser o terceiro goleiro do São Paulo.A boa atuação pode lhe render um lugar no time que enfrenta o Guarani, nesta quarta-feira, em Campinas. A volta de Rogério Ceni é incerta e o médico José Sanchez deve ter mais informações apenas nesta segunda-feira. "Só um exame definirá a gravidade, é um problema muscular e faremos uma avaliação", explicou o médico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.