Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Dênis se diz preparado para substituir Ceni e cogita cobrar faltas

Goleiro do São Paulo ganha chance para substituir jogador veterano

O Estado de S. Paulo

04 de novembro de 2015 | 19h45

A cerca de um mês da aposentadoria de Rogério Ceni, um dos possíveis substitutos do ídolo do São Paulo garantiu estar pronto para herdar a posição de titular como goleiro. Dênis afirmou nesta quarta-feira estar preparado para a missão a partir do próximo ano e cogitou cobrar faltas em jogos oficiais, como costuma fazer após os treinos.

O jogador deve ser titular no próximo domingo, contra o Cruzeiro, no Mineirão, enquanto Ceni se recupera de lesão no pé direito. "Tanto eu quanto Renan estamos trabalhando forte, para substituir bem o Rogério. E ano que vem cada um vai ter sua oportunidade e mostrar ainda mais. Enquanto isso não é definido, vamos continuar trabalhando para quando surgir, fazer o melhor", disse Dênis, que está no clube desde 2009 e tem mais de 90 partidas pelo clube.

O tempo maior de espera pesou para que o técnico Doriva o escolhesse como substituto de Ceni. O goleiro afirmou estar preparado e lembrou que o atual titular também passou pela mesma expectativa antes de se tornar dono da posição. "O goleiro que entrar jogando tem de saber que existirá a comparação com o Rogério, assim como existiu com o Rogério em relação ao Zetti. Eu e o Renan já conversamos sobre esse assunto. Jogadores de linha mudam constantemente. Goleiro é mais difícil mexer, é uma peça que fica mais tempo", comentou.

Ao fim dos treinos Dênis costuma repetir um hábito de Rogério Ceni, ao cobrar faltas e demonstrar bom aproveitamento na bola parada. "No primeiro momento vou querer substituir ele apenas debaixo das traves. Mas também não dispenso que mais para a frente possa tentar. E se tiver aproveitamento bons nos treinos, por que não ajudar batendo falta, pênaltis?", afirmou o goleiro.

Nesta quarta-feira o técnico Doriva organizou um treino tático em que repetiu a formação utilizada na vitória por 3 a 0 sobre o Sport. Sob chuva, a equipe foi a campo sem o goleiro Rogério Ceni (lesão no tornozelo direito) e os zagueiros Luiz Eduardo (dores no joelho esquerdo) e Breno (dores no joelho direito). O time treinou com: Dênis; Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley e Paulo Henrique Ganso; Michel Bastos, Luis Fabiano e Alexandre Pato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.