Arquivo/AE
Arquivo/AE

Dentinho admite já pensar no clássico com o Palmeiras

Corinthians não vence o adversário desde outubro de 2006; 'Podemos atrapalhar times que querem o título'

AE, Agencia Estado

22 de outubro de 2009 | 14h07

O Corinthians enfrenta o Cruzeiro neste domingo, no Pacaembu, mas é o rival Palmeiras que está na cabeça do elenco. Com o time já classificado para a Copa Libertadores do ano que vem e sem pretensões de título no Campeonato Brasileiro, o atacante Dentinho disse nesta quinta que o clássico de 1.º de novembro, em Presidente Prudente, será importante para terminar bem a temporada.

Veja também:

MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Será o jogo de nossas vidas neste final de ano. Não podemos perder", afirmou. "Temos que respeitar, mas faz tempo que não ganhamos deles e podemos atrapalhar muitos times que querem o título", completou o atacante.

O Corinthians não vence o Palmeiras desde outubro de 2006, quando derrotou o rival pelo Campeonato Brasileiro por 1 a 0, com um gol de Marcelo Mattos. Neste ano, os dois clubes se encontraram duas vezes. No primeiro turno do Brasileirão, vitória palmeirense por 3 a 0, com três gols de Obina. No Paulista, empate por 1 a 1, com o gol que marcou a volta de Ronaldo aos gramados.

No clássico do próximo dia 1º de novembro, Ronaldo é mais uma vez a esperança do Corinthians, e Dentinho demonstrou estar contente com o acerto do atacante com o clube já para a próxima temporada.

"Fico muito feliz que ele está acertando a renovação do contrato. Para mim, ele é um exemplo e procuro sempre seguir os passos dele dentro de campo. Ele e o Corinthians se deram super bem, está dando certo, então não tem o porquê de mudar. O grupo todo gosta dele", disse Dentinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.