Dentinho espera receber mais pedidos de gols de sua mãe

Atacante reforça que está cumprindo os pedidos feitos até agora e já pensa em mais para os próximos jogos

Fabio Hecico, O Estado de S. Paulo

09 de março de 2008 | 19h54

Acabou o jogo no Morumbi (vitória do Corinthians por 2 a 1 sobre o Guaratinguetá) e todos os repórteres correram, claro, em direção ao atacante Dentinho. Sorridente, o camisa 31 procurava dividir os méritos com os demais jogadores. "Fui feliz nas finalizações graças à ajuda dos companheiros."Veja também: Corinthians bate o líder Guará: 2 a 0, ambos de DentinhoDepois não conseguiu evitar comentar o pedido da mãe, dona Nice. "No aniversário dela, ela me pediu três gols e cumpri. Agora falou que não precisava de presente ou flores, apenas dois gols e de novo deu sorte", observou. "Espero que ela peça gols sempre, antes de eu sair de casa", brincou.Dentinho é o artilheiro corintiano na temporada, com oito gols. Prova de determinação. Ele iniciou o Estadual na reserva do experiente Finazzi e do badalado Acosta. Em três rodadas, ganhou a vaga com as boas apresentações e hoje, ao lado de Felipe e da dupla de zaga Chicão/William, é intocável.Nem com as boas apresentações, contudo, esquece a vida difícil e deixa de reconhecer seus alicerces. "Tenho de continuar trabalhando, treinando bem e descansando na hora certa. E os gols foram também para meu pai (Adonias) e minha namorada (Léia)", homenageou.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansDentinhoPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.