Dentinho promete gol para o xará Bruno Bonfim

Atacante do Corinthians realiza sonho de garoto que tem o mesmo nome e se diz fanático pelo Corinthians

Marcel Rizzo, Jornal da Tarde

23 de maio de 2008 | 14h52

O sonho de Bruno Bonfim era conhecer Bruno Bonfim. Um encontro diferente ocorreu na manhã desta sexta-feira em Parnamirim, cidade a 14 km de Natal, onde o Corinthians fez seu último treino antes de encarar o ABC, sábado, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Um garoto de 8 anos que mora em Boa Vista, capital de Roraima (e 6.660 km distante do Rio Grande do Norte), e que vive em um cadeira de rodas por causa de uma paralisia cerebral, realizou o desejo de ver o seu time de coração e o seu xará bem de pertinho.Veja também: Dentinho diz se inspirar em Washington para voltar a marcar Time enfatiza ensaio de jogadas de bola parada no último treino Corinthians inicia tour pelo Nordeste com duelo contra ABC Torcida do ABC faz 'vaquinha' para festa antes e depois do jogo"Na família tem flamenguista, santista, apesar de sermos paulistanos. Mas o Bruno é corintiano, não tem jeito", conta Elaine Cristina Bianchi, mãe do Bruno Bonfim garoto. Ele teve paralisia depois de sofrer uma parada respiratória quando era bebê. Hoje tem que andar em cadeira de rodas e mostra alguma dificuldade para falar. Mas não esconde o corintianismo. Fó só ouvir a mãe falar que era paulistano... "Não sou paulistano, mãe. Sou corintiano", disse Bruno.Elaine aproveitou uma congresso que participaria em Natal e levou o filho, já que sabia que o Corinthians estaria no local na mesma semana. O acesso ao treino foi feito depois de conversar com a diretoria do América, que recebeu o time alvinegro em seu CT. Elaine ainda não sabe se poderá ir no jogo sábado por causa da locomoção do filho ao Estádio Frasqueirão. "Seria um jogo ideal, pois não deve ter violência, como muitas vezes vemos em São Paulo". Bruno, o Dentinho, foi um dos últimos a deixar o campo de treinamento, que acabou invadido por torcedores para pegarem autógrafo. Ele foi ao encontro do xará, deu um beijo, tirou foto, assinou a camisa roxa do garoto e fez uma promessa: se marcar gol contra o ABC seráem homenagem ao Bruno Bonfim de Roraima. "É legal ver esse carinho das crianças. E nunca tinha encontrado um xará assim até no sobrenome. Se tiver gol vai ser para ele", disse Dentinho, que está há 11 sem marcar.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.