Dependência dos gols de Kléber Pereira preocupa time

Técnico Márcio Fernandes acredita que o Santos precisa de outros jogadores marcando gols no Brasileiro

AE, Agencia Estado

11 de setembro de 2008 | 19h44

Após tirar o Santos da zona de rebaixamento, a nova preocupação do técnico Márcio Fernandes é reduzir a dependência do time dos gols do atacante Kléber Pereira, artilheiro do Brasileirão, que balançou as redes 17 vezes. No segundo turno da competição, dos sete gols marcados pelo clube santista, seis foram do jogador.   Veja também:  Fabiano Eller e Michael podem desfalcar o Santos Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão "A evolução vai fazer com que outros jogadores marquem gols. Isso vai acontecer naturalmente. Numa primeira etapa, era preciso acertar o sistema defensivo, o que foi resolvido. Agora, com a semana livre aproveitamos para fazer trabalhar mais os outros setores", afirmou o treinador. Kléber Pereira, por sua vez, aceita com tranqüilidade a responsabilidade de fazer a maioria dos gols da equipe. "Procuro ser a referência para facilitar para o companheiro de ataque e para os jogadores do meio. O Fluminense vai sofrer muito com a ausência de Washington, que é um jogador alto e faz muitos gols. Da minha parte, dou mais importância à vitória do time do que fazer o gol", explicou, se referir ao adversário de domingo, que estará desfalcado do seu atacante.Para os companheiros de equipe, o jogador apresenta características que dificultam a marcação. "Marcar Kléber Pereira como o Vitória fez é uma temeridade. Se o passe sair no momento certo, e ele vai para cima do goleiro. É um atacante que se posiciona bem, joga verticalmente e confunde a marcação com facilidade", definiu Fabiano Eller, ao se referir à partida no qual o atacante marcou os dois gols que deram os três pontos para o Santos.  

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosKléber Pereira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.