Após criticar racismo, Rússia tira Hulk de sorteio da Copa

Eliminatórias para 2018 serão definidas em evento neste sábado

JAMIL CHADE / CORRESPONDENTE GENEBRA, O Estado de S.Paulo

24 de julho de 2015 | 07h09

Poucos dias depois de denunciar o racismo no futebol russo, o jogador brasileiro Hulk é retirado do sorteio das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, programado para ocorrer neste sábado. O jogador do Zenit de São Petersburgo declarou no início da semana que é alvo de racismo por parte dos torcedores russos "praticamente em todos as partidas".

A polêmica sobre o comportamento racista no futebol russo ganhou novas proporções depois que, nesta semana também, outro jogador foi expulso por ter reagido aos ataques racistas em campo. A Fifa retirou primeiramente Hulk do contato com os jornalistas, programados para ocorrer nesta sextaa. Num comunicado emitido instantes depois, a entidade anunciou que o jogador brasileiro também seria substituído no sorteio pelo ex-capitão da seleção russa, Alexey Smertin. Segundo a Fifa, sua retirada do evento ocorreu por causa de "compromissos" com seu time.

O técnico português André Villa-Boas, de acordo com informações do Brasil, não liberou Hulk do jogo deste domingo, marcado para as 13h (local), pelo Campeoanto Russo. O atacante é responsável por 35% das jogadas de gols do time. Foi assim na última edição. O Zenit visita o Ural S.R. enfrentando fuso horário de duas horas em relação a Moscou, onde será o evento da Fifa. O Zenit até tentou mudar a partida para segunda-feira, mas a Federação Russa não se comoveu com isso, mantendo os jogos da segunda rodada da temporada nos mesmos dias e horários. Hulk aceitou a deteminação.

Há apenas uma semana, a entidade anunciou com pompas a participação do atacante brasileiro no evento, inclusive como alguém que ajudaria no sorteio das chaves. Dias depois, ao terminar um treino com sua equipe, ele afirmou a jornalistas presentes sua decepção com o comportamento dos torcedores. "Racismo acontece em praticamente todos os jogos na Rússia. Mas o mundo não sabe disso porque tentam manter o assunto em silêncio", atacou Hulk. Outros ex-jogadores e jogadores no sorteio serão o brasileiro Ronaldo, o uruguaio Diego Forlan, o italiano Fabio Cannavaro, o camaronês Samuel Eto'o e o alemão Oliver Bierhoff.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.