Laurent Gillieron/EFE
Laurent Gillieron/EFE

Depois de multar jogadores, Fifa pune Suíça por ofensa e invasão a estádio

Federação de futebol do país vai ter que pagar multa no valor de 35 mil francos suíços (R$ 136 mil)

Estadão Conteúdo

01 Julho 2018 | 17h30

Depois de multar três jogadores da Suíça por manifestação política durante um jogo, a Fifa aplicou neste domingo outra punição à federação de futebol do país. Desta vez, a sanção foi de 35 mil francos suíços (R$ 136 mil) devido à entrada de integrantes da delegação sem credencial na Arena Nijni Novgorod, onde os europeus enfrentaram a Costa Rica na última quarta-feira, ainda pela fase de grupos da Copa do Mundo.

+ Na Copa do Mundo dos refugiados, dramas do passado vêm à tona

+ Antes da Suécia, atacante suíço cita eliminação na Eurocopa de 2016

No comunicado da penalização, a Fifa relatou ainda confusão e ofensa a um agente de segurança. "O Comitê Disciplinar da Fifa sancionou a Federação Suíça de Futebol com uma multa de 35 mil francos suíços e um alerta devido à atitude de vários membros da seleção da Suíça durante o jogo contra a Costa Rica. Em particular, três autoridades forçaram seu acesso ao campo de jogo sem usar seu credenciamento e um deles insultou o oficial de Segurança e Proteção da Fifa", afirmou a entidade máxima do futebol.

A Fifa já havia punido, na semana passada, três atletas suíços por comemorarem os gols da vitória sobre a Sérvia, por 2 a 1, fazendo gestos de um pássaro que representava a águia negra de duas cabeças presentes na bandeira da Albânia, ligada ao Kosovo, região que fica em território sérvio e declarou independência de forma unilateral.

 

Xhaka e Shaqiri, autores dos gols, têm etnia kosovar e foram seguidos por Lichtsteiner nas celebrações consideradas manifestos políticos, o que é proibido pelo código disciplinar na Fifa. Cada um terá de pagar 5.000 francos suíços (R$ 19 mil).

Pelas declarações após a partida, o presidente da Federação de Futebol da Sérvia, Slavisa Kokeza, e o técnico da seleção Mladen Krstajic também foram punidos com punidos com multa no mesmo valor.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.