Rafael Ribeiro/CBF
Rafael Ribeiro/CBF

Depois de Paulinho, Felipão corre risco de ficar sem Ramires na seleção

Volante estaria com uma contusão muscular e teria ligado para o médico da seleção para relatar o problema

ALMIR LEITE, Agência Estado

18 de março de 2013 | 13h56

GENEBRA - Depois de Paulinho, a seleção brasileira corre o risco de perder outro volante para os amistosos contra Itália e Rússia. Ramires, do Chelsea, não se apresentou até as 17h30 desta segunda-feira em Genebra (horário local) e há comentários de que pode ser cortado. O jogador estaria com uma contusão muscular e teria ligado para o médico da seleção, José Luiz Runco, para relatar o problema.

Os assessores da CBF que estão na Suíça não confirmam o corte de Ramires. E Runco tem chegada à cidade prevista para as 18h15 desta segunda-feira (horário local).

Ramires e Paulinho formaram a dupla de volantes na derrota do Brasil para a Inglaterra por 2 a 1, em fevereiro, na estreia de Felipão no comando da seleção. O técnico não é adepto da escalação de dois volantes que marcam pouco e já havia declarado que fará mudanças no setor a partir do jogo desta quinta-feira, contra a Itália.

Depois de encarar a Itália na quinta-feira em Genebra, o Brasil enfrentará a Rússia na próxima segunda, em Londres. Com uma lesão muscular, sofrida no jogo do Corinthians no sábado, Paulinho foi cortado no último domingo e nem viajou para a Suíça.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolseleção brasileiraRamires

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.