Sergio Perez/Reuters
Sergio Perez/Reuters

Depois do 'caso' Diego Costa, Atlético de Madrid tenta naturalizar Miranda

Visando abrir nova vaga para jogador estrangeiro, zagueiro deve obter cidadania espanhola

O Estado de S. Paulo

14 de março de 2014 | 14h19

SÃO PAULO - Depois do "caso" Diego Costa, o zagueiro Miranda, ex-São Paulo, deve ser o próximo a obter cidadania espanhola. De acordo com o jornal espanhol As, a Federação Espanhola de Futebol, o clube e o jogador sinalizam para um desfecho favorável acerca da documentação do zagueiro.

Ao contrário do caso do atacante, que obteve a cidadania para poder defender as cores da seleção espanhola, na situação de Miranda, o processo de naturalização tem como objetivo abrir mais uma vaga para jogador estrangeiro. De acordo com a lei vigente na Espanha, cada clube pode contar com três jogadores extra-comunitários.

Com a cidadania espanhola do zagueiro, o clube teria a possibilidade de contar com mais um jogador não-europeu em seu elenco. Pelo fato de ja ter defendido as cores da seleção brasileira, Miranda fica impossibilitado de defender a seleção espanhola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.