Depois do fiasco, Fábio Costa quer reforço

Fábio Costa foi a principal estrela contratada pelo Corinthians para 2004. O goleiro trocou o Santos que disputa a Taça Libertadores da América pelo clube do Parque São Jorge e quase teve o gosto do rebaixamento para a Segunda Divisão paulista. ?Essa sensação eu não quero nunca mais. Ainda mais sabendo que o Campeonato Brasileiro rebaixará quatro equipes. Nosso time precisa de reforços. Não sou só eu quem está falando. Todos que acompanharam o que aconteceu no Paulista sabem?, diz o goleiro. A relação de Fábio Costa com a torcida corintiana está abalada. Ele foi contratado para ser líder do time ao lado Rincón. Mas se indispôs com torcedores e tentou agredir um deles em um treinamento na véspera da partida contra a Portuguesa Santista. ?Nós gostamos do Fábio Costa. Mas ele precisa se acalmar e respeitar a torcida do Corinthians. Tem de descobrir como as coisas funcionam por aqui?, avisa o ex-presidente e diretor de carnaval da Gaviões da Fiel, Douglas Deungaro, o Metaleiro. Enquanto isso, Oswaldo de Oliveira cumpre a sua obrigação. Trabalha pensando no que fará com o grupo de 36 jogadores. O treinador já pediu reforços para a diretoria. Ele quer quatro ?atletas de peso?. Busca um zagueiro, um lateral-esquerdo, um meia e um atacante. Mas ele só quer revelar quem sairá do clube depois que forem feitas as contratações.Enquanto isso, decidiu não falar sobre a lista de dispensas. E vai além. Fica irritado com quem insiste em perguntas sobre o tema. A recusa de Athirson em aceitar R$ 80 mil mensais acabou assustando os dirigentes. Eles sentiram que terão de investir bem mais do que desejavam na busca dos reforços pedidos por Oswaldo de Oliveira. Com Jardel, a primeira resposta também foi negativa. O atacante, que está sem conseguir marcar um gol no Campeonato Italiano pelo Ancona, quer muito mais dinheiro do que os mesmos R$ 80 mil oferecidos a Athirson. Um fator complicador foi o interesse do Cruzeiro no jogador. Seu empresário pode administrar com toda a tranqüilidade um leilão que o Corinthians não tem como participar.

Agencia Estado,

20 de março de 2004 | 17h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.