Ed Sykes/Reuters
Ed Sykes/Reuters

Depois se aposentar, Terry é anunciado como auxiliar técnico do Aston Villa

Ex-zagueiro vai fazer parte da comissão técnica do mesmo clube pelo qual se aposentou

Estadão Conteúdo

10 Outubro 2018 | 22h30

Histórico capitão do Chelsea, John Terry não demorou a definir o seu futuro após anunciar a aposentadoria dos gramados. Nesta quarta-feira, o ex-zagueiro foi anunciado como auxiliar técnico de Dean Smith, o novo comandante do Aston Villa, tradicional clube inglês, mas que hoje disputa apenas a segunda divisão nacional.

Agora, então, o Aston Villa anunciou a contratação de Smith e Terry, nesta quarta-feira, confiante de que a dupla possa levar o clube a volta para a elite, da qual foi rebaixado em 2016.

Para assumir o Aston Villa, Smith deixou o comando do Brentford, também da segunda divisão, para assumir o time de Birmingham. Já Terry, após quase duas décadas como jogador do Chelsea, atuou na temporada passada pelo Aston Villa, depois recusando oferta para jogar pelo Spartak Moscou. E agora iniciará a sua carreira fora dos gramados pelo mesmo clube.

O Aston Villa também nomeou Jesus Garcia Pitarch como diretor esportivo, função que já havia exercido no Valencia e no Atlético de Madrid. "Estas três nomeações representam o início de uma nova era e rumo no Aston Villa e estamos muito satisfeitos em garantir seus serviços depois de uma longa procura", disse Christian Purslow, chefe-executivo do clube, que está apenas em 15º lugar na segunda divisão inglesa.

Terry, de 37 anos, disputou 717 partidas com a camisa do Chelsea, de 1998 a 2017, sendo cinco vezes campeão inglês. Ele também conquistou em cinco oportunidades a Copa da Inglaterra, três vezes a Copa da Liga Inglesa, duas a Supercopa da Inglaterra, uma edição da Liga dos Campeões da Europa e uma da Liga Europa. Pela seleção inglesa, Terry disputou duas Eurocopas, em 2004 e 2012, e duas Copas do Mundo, em 2006 e 2010.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebolJohn Terry

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.