Deputado cobra explicações sobre Citadini

O que era uma ameaça contra Antonio Roque Citadini já é uma realidade. O deputado Wágner Salustiano (PSDB-SP) enviou um requerimento ao presidente em exercício do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, via Assembléia Legislativa, pedindo explicações sobre as atividades do dirigente do Corinthians no TCE.O deputado quer saber como o vice-presidente de futebol do Corinthians consegue conciliar suas funções no clube com a de conselheiro no TCE. No requerimento, Salustiano faz uma série de perguntas que devem ser respondidas pelo presidente do Tribunal."Tivemos o cuidado de não especificar o nome do presidente para evitar atraso no processo", explicou Salustiano. "Dessa forma, mesmo que o presidente do TCE esteja de licença, o presidente em exercício terá de responder às nossas perguntas."Entre as principais questões levantadas por Salustiano no requerimento estão: A) Qual é a carga horária dos conselheiros do TCE, especificando dias, horas e os meses? B) Quantas faltas por mês e por ano pode ter um conselheiro do TCE com ou sem justificativa? C) Quantas licenças por ano um conselheiro do TCE pode pedir? D) Qual foi a freqüência do conselheiro Antonio Roque Citadini nos últimos 24 meses? E) Se Roque Citadini tem outras funções (remuneradas ou não) além de seu cargo como conselheiro no TCE? F) O requerimento pede para especificar nomes e cargos (inclusive os de confiança) que compõem o gabinete do conselheiro Citadini."Quero saber como o conselheiro Citadini consegue administrar as suas funções no TCE e no Corinthians, tantas são as viagens que ele tem feito pelo clube?", acrescentou o deputado.Citadini está acompanhando o Corinthians numa viagem à Rússia, onde o time fará um amisotoso contra o Saturn Ramenskoye, domingo, às 11h, horário de Brasília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.