Deputado quer indiciamento de Eurico

Antes mesmo da apresentação do relatório da CPI da CBF/Nike, que pede o indiciamento de mais de 30 pessoas entre dirigentes, jogadores e empresários do futebol brasileiro, o deputado Geraldo Magela (PT-DF) prometeu apresentar um voto em separado para incluir no relatório do deputado Sílvio Torres (PSDB-SP) um parágrafo pedindo o indiciamento do deputado Eurico Miranda (PPB-RJ) "que não conseguiu explicar porque razão endossou um cheque de US$ 110 mil destinado ao Clube de Regatas Vasco da Gama".Segundo Magela, apesar de ter 700 páginas e pedir o indiciamento do presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, por evasão de divisa, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro, "o presidente do Vasco não pode sair impune dessa CPI", disse Magela.Já o relator da Comissão, Sílvio Torres, disse que não era função da CPI investigar clubes. "Nós constatamos de fato que o deputado Eurico Miranda endossou o cheque, mas até pedir o indiciamento dele seriam necessárias outras investigações que o tempo não vai permitir", lamentou Torres.Segundo apurou a Agência Estado, a bancada da bola ameaça trocar o relator da CPI porque Sílvio Torres está pedindo o indiciamento Ricardo Teixeira. De acordo com um desses deputados, "não há qualquer prova contra o presidente da CBF".

Agencia Estado,

06 de junho de 2001 | 17h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.