Derlis Florentín comemora boa atuação, mas pede calma

Destaque na goleada do Palmeiras por 5 a 0 sobre o Operário-MT pela Copa do Brasil, o atacante paraguaio Derlis Florentín vibrou com a boa atuação ao marcar três gols em Cuiabá. Apesar de já ter feito duas partidas anteriormente pela equipe, o jogador paraguaio julga que "essa foi realmente a sua estréia" como titular no clube do Palestra Itália. O jogador também pediu calma para evitar euforia no andamento da temporada."Foi só mais um jogo, uma partida linda. Fiz minha melhor partida pelo Palmeiras, não fui bem na estréia [como titular] contra o Bragantino [empate por 1 a 1, no último sábado], mas nesse jogo pude mostra um melhor futebol", disse Florentín à TV Bandeirantes. Ele entrou em campo pela primeira vez com a camisa palmeirense na derrota para o Ituano ao substituir Edmundo. "A equipe jogou muito bem. Estou muito contente por fazer esses gols e eliminar o jogo de volta", acrescentou.Apesar do excelente resultado fora de casa, o camisa 9 não ficou empolgado com e pediu cautela para os próximos confrontos. "Tem ainda muito campeonato, só está começando. Temo um caminho longo a percorrer, e é preciso trabalhar bastante. Agora vamos nos preocupar com o Rio Claro, para nos recuperar no Campeonato Paulista", comentou o jogador, lembrando a partida de sábado, no Palestra Itália, pela nona rodada do Estadual.Para o goleiro e capitão Marcos, a classificação antecipada à segunda rodada da Copa do Brasil servirá para trazer novamente tranqüilidade ao time, uma vez que o Palmeiras estava sem vencer há cincos jogos. "O resultado nos permite a possibilidade de um descanso um pouco maior neste carnaval. Mas o Caio Júnior [treinador] é muito ´bonzinho´ dando um dia de folga", brincou o camisa 1, que foi importunado durante todo o jogo por um torcedor do Operário. "O cara ficou 90 minutos me xingando, pegando no meu pé. Ele dizia que eu era ruim, e eu retrucava dizendo como ele sabia, já que a bola não chegava em mim. Mas não tem problema, isso é normal. Tem que ser humilde e não devolver os xingamentos", declarou Marcos. Já Caio Júnior foi sucinto ao comentar o resultado. ?Precisávamos disso para tirar aquela urucubaca.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.