Reuters/ Arnd Wiegmann
Reuters/ Arnd Wiegmann

Derlis González chega ao Brasil para fazer exames e reforçar o Santos

Paraguaio, que vem do Dínamo de Kiev, deve assinar contrato de dois anos com o clube da Vila Belmiro

Estadão Conteúdo

20 de julho de 2018 | 21h54

O atacante Derlis González desembarcou no Brasil nesta sexta-feira para ser submetido a exames médicos e assinar contrato com o Santos. O paraguaio chegará do Dínamo de Kiev em uma negociação que envolve o empréstimo do meia-atacante Vitor Bueno para o clube ucraniano. O acordo terá dois anos de validade, até o meio de 2020.

+ Com lesão no joelho direito, Rodrygo deve desfalcar Santos contra a Chapecoense

O Santos ainda não oficializou a contratação de pois ainda espera a sua aprovação nos exames médicos. E o negócio está tão adiantado que o técnico Jair Ventura foi instruído a deixar Vitor Bueno de fora do clássico com o Palmeiras, na última quinta-feira, pelo Campeonato Brasileiro.

Para aceitar liberar Vitor Bueno, também pesou a temporada apagada do meia-atacante após se recuperar de grave lesão. A ausência de um camisa 10 vem sendo a principal carência do Santos em 2018, mas nem assim ele conseguiu conquistar a titularidade da equipe.

Neste ano, Vitor Bueno disputou 19 jogos pelo Santos, mas não marcou nenhum gol, mal lembrando o jogador que foi eleito a revelação do Campeonato Brasileiro em 2016. Agora, tentará recuperar o seu alto nível de atuações no futebol da Ucrânia.

Derlis González tem 24 anos e 1,72m. Revelado pelo Rúbio Ñu, passou por Benfica B, Guaraní do Paraguai e o suíço Basel antes de chegar ao Dínamo de Kiev. Pela seleção paraguaia, participou da edições de 2015 e 2016 da Copa América .

O reforço santista costuma atuar aberto pelas pontas, mas também pode desempenhar a função de centroavante, carente no elenco à disposição de Jair Ventura, e também como meia. Na última temporada, disputou 33 partidas pelo Dínamo de Kiev, com três gols marcados.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.