Derrota deixa clima ruim no Santos

A derrota por 3 a 2 para o Atlético-PR, pela Libertadores, não foi bem assimilada pelos torcedores e o muro do CT Rei Pelé estava pichado nesta quinta-feira com a inscrição "É Mauro, burro". A frase atingiu o técnico Gallo e o goleiro Henao, que está perdendo a posição para Mauro. Aproveitando a folga no calendário, o Santos dispensou seus jogadores até segunda-feira e ainda não definiu a apresentação do atacante Giovanni. Essa folga foi providencial e vai proporcionar a reflexão dos jogadores sobre o momento que o clube atravessa. O volante Zé Elias e o centroavante Deivid não gostaram de ser substituídos durante o jogo e saíram reclamando muito. Essa situação será discutida na semana que vem e Gallo vai tentar apagar o incêndio que está começando. O treinador começa a ser criticado também por suas decisões, como a escalação de Henao quando Mauro estava numa boa fase e as substituições que tem feito durante as partidas. Gallo não gostou da derrota para o Atlético e, principalmente, pelo clima tenso com que os santistas foram recebidos em Curitiba, por conta de uma frase atribuída a Robinho de que seria um jogo fácil e que iria dar chapéu durante o jogo. "O Antônio Lopes criou esse clima e certamente vai encontrar um clima ruim quando jogar aqui", disse o treinador. Quanto ao resultado, ele comentou que "em si, não foi de todo ruim". O técnico não garantiu a permanência de Henao no gol santista, comentando: "foi uma falha individual num momento decisivo, mas não se pode jogar toda a responsabilidade da derrota para cima dele". Os dois terão uma conversa na segunda-feira, retorno da folga, mas o treinador já avisou. "A condição de titular é uma questão de momento e quando o jogador não está numa boa fase técnica, perde a posição". O centroavante Deivid comentou que o Santos esperava um jogo difícil e deu uma resposta simples para a derrota. "Faltou a gente jogar no segundo tempo o que jogou no primeiro". A derrota não caiu bem para o volante Fabinho. "Jogamos com um homem a mais, deixamos escapar essavitória, mas temos condições de reverter essa situação no jogo de volta".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.