Derrota derruba meio time do Marília

A derrota do Marília para o União Barbarense, por 3 a 0, na terça-feira, pela Série B do Brasileiro, foi a gota d´água para a diretoria. Na manhã desta quarta-feira caiu toda a comissão técnica: o técnico Roberval Davino, o auxiliar Ricardo Oliveira, o preparador físico Hamilton Faria e o preparador de goleiros, Hélio Rodrigues. Além disso, seis jogadores foram dispensados, todos eles trazidos por Roberval Davino. Foram liberados o goleiro Zandoná, o volante Lau, o meia Paulo Santos, os zagueiros Daniel e Luís Maranhão e o ala-esquerdo Guim. A alegação da diretoria é de que o técnico estava usando muito estes jogadores em detrimento dos ?pratas da casa?, como o lateral-esquerdo Tidão e o volante João Marcos. O técnico, por sua vez, lamentou não ter tido tempo suficiente para desenvolver seu trabalho. Uma extensa lista de técnicos já está nas mãos dos dirigentes, destacando-se Luiz Carlos Ferreira, que já passou por lá duas vezes, Vágner Mancini, do Paulista, e Sérgio Soares, do Santo André. Caio Junior, do Cianorte-PR, e Heron Ferreira também estão entre os cotados. Após a derrota, o Marília ficou na 14ª posição, com quatro pontos. O próximo compromisso na Série B será contra o Santa Cruz, no dia 17, em Recife.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.