Derrota em Itu não abala Oswaldo

Terceiro jogo-treino ou amistoso e terceira derrota do Corinthians. Nada, porém, parece tirar a disposição do técnico Oswaldo de Oliveira, que após perder por 2 a 1 para o Ituano, em Itu, foi enfático. "O que menos importa é o resultado. O mais importante é a evolução técnica, física e tática do time." O técnico só não quis explicar porque o time sempre melhora no segundo tempo, quando os reservas são escalados. Com ironia, Oswaldo procurou desconversar e minimizar o novo tropeço. Antes o Corinthians já tinha perdido, por 1 a 0, para o Grêmio Barueri, clube que participa do Campeonato Paulista da Série B1 (quarta divisão) e por 2 a 0 para o Santo André. O experiente Rogério chamou a atenção dos médicos do clube. No momento em que marcou o gol de honra do time, ele bateu as costas na trave, deixando o estádio de ambulância para o hospital municipal. Uma radiografia seria tirada para confirmar uma pequena fissura numa das costelas. Um exame mais detalhado, provavelmente de ressonância magnética, será realizado na quinta-feira, na capital. "Quando bati as costas senti muitas dores e não deu mesmo para continuar em campo. Mas acho que não é nada grave e logo estarei de volta", explicou o jogador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.