Derrota não muda planos da Ponte Preta

A ordem na Ponte Preta é esquecer a derrota por 2 a 1 para o Fortaleza e pensar exclusivamente no seu próximo desafio dentro do Campeonato Brasileiro: o Paraná, sábado, em Curitiba. A expectativa é pela manutenção do esquema defensivo armado no 4-5-1. ?Não vejo motivo para mudar a estrutura tática e nem nossa programação de treinos e de pontos. Temos que reconhecer que jogamos mal, por isso perdemos?, resumiu o técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão. A derrota derrubou a Ponte da quarta para a sétima posição, com sete pontos. Vadão também já confirmou o retorno do experiente Galeano na defesa, que cumpriu suspensão por três cartões amarelos, no lugar de Luís Carlos. Caso o atacante Roger seja mesmo negociado com o São Paulo, o seu substituo será Kahê. Na apresentação do elenco, nesta segunda-feira à tarde, no CT do Jardim Eulina, Roger treinou normalmente, mas voltou a lembrar que só aguarda uma posição de seus procuradores para arrumar as malas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.