Derrota não tira a confiança da Ponte Preta no Paulistão

Apesar da derrota para o Corinthians, por 3 a 1, na estréia do Campeonato Paulista, a expectativa para o futuro na Ponte Preta é positiva. O técnico Wanderley Paiva elogiou o espírito guerreiro do seu time e promete muito mais futebol nos próximos jogos, inclusive diante do Rio Claro, neste sábado, em Campinas. ?Nosso time é novo e não poderia exigir mais do que vimos. Mas temos jogadores de qualidade?, ressaltou Paiva. Ele voltou a pedir reforços para a diretoria, citando as dificuldades nas duas laterais. André Cunha, lateral-direito do Palmeiras, é um dos pretendidos. Ele já atuou no time campineiro em 2005. O maior empecilho, agora, é driblar o seu alto salário, em torno de R$ 25 mil, bem acima dos padrões da Ponte. Por outro lado, o técnico pode ficar sem o meia Émerson que está negociando seu empréstimo para o Real Murcia, que disputa a Segunda Divisão da Espanha. Para buscar a reabilitação, a Ponte deve ter as liberações dos laterais Jonathan e Wellington que entrariam, respectivamente, nas vagas de Dionísio e Dic, escolhidos de última hora. A escalação será confirmada após o coletivo previsto para esta sexta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.