Derrota não traz tristeza ao Ituano

Os jogadores do Ituano não demonstravam tristeza no vestiário. A felicidade de poder atuar em um Morumbi lotado superava a dor de perda do título do Supercampeonato para o São Paulo. "Nós estávamos bem até sofrer os dois gols de falta do Adriano. Mas estou satisfeito por levar o Ituano a duas finais em apenas um semestre. O sentimento é de dever cumprido", afirmou o zagueiro Vinícius. Basílio foi o último jogador a entrar no vestiário. Autor do gol de sua equipe na partida desta quinta-feira, tinha a desculpa pela derrota na ponta da língua. "Não há como esconder que dois lances de bola parada definiram o título. Não é fácil atuar contra uma equipe grande ainda mais com o apoio tão grande da torcida." O atacante Fernando Gaúcho jurava que a equipe não se sentiu pressionada em campo. "O grupo é jovem, mas é experiente", justificou, sem se fazer entender. Em seguida, considerou justo o resultado, negando que o Ituano tenha realizado nesta quinta-feira sua pior partida na temporada. "O São Paulo foi melhor e pronto, soube aproveitar as chances que teve. Foi um dos jogos mais complicados que tivemos, mas valeu pela determinação do grupo." O treinador Ademir Fonseca também mostrava-se conformado. "O sabor deste vice-campeonato é muito bom. Duas faltas bem cobradas pelo Adriano, um especialista em bolas paradas, foram cruciais." Ademir afirmou que o São Paulo soube segurar a bola no segundo tempo, evitando que o Ituano tivesse oportunidades para empatar."O São Paulo é um time experiente, que soube administrar o tempo. Prevaleceu a maior qualidade do adversário, mas o semestre foi maravilhoso. Não é fácil jogar de igual para igual contra um time grande." No segundo semestre, o Ituano vai disputar o Campeonato Brasileiro da Série C. Antes, a equipe viaja para a Europa onde vai no mês de junho fazer vários amistosos na Itália, Suíça, Alemanha e Iugoslávia. O presidente Oliveira Junior não sabe se vai conseguir manter a base. "Não pretendemos emprestar ninguém. Os interessados em algum jogador do Ituano podem vir conversar com a gente, mas faremos negócio apenas em definitivo."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.