Cabalar/EFE
Cabalar/EFE

Derrotado em sua estreia no La Coruña, Seedorf minimiza vaias dos torcedores

Holandês estreia com revés no comando da equipe espanhola, para o Betis

Estadão Conteúdo

12 de fevereiro de 2018 | 22h06

O holandês Clarence Seedorf - destaque como jogador em clubes como Milan, Internazionale, Real Madrid e Botafogo - estreou nesta segunda-feira em mais uma aventura como treinador. Depois de quase acertar com o Atlético Paranaense para esta temporada, o ex-meia resolveu aceitar o cargo no La Coruña e não teve um bom início de trabalho. Em casa, o seu La Coruña foi derrotado pelo Betis por 1 a 0 e segue na zona de rebaixamento do Campeonato Espanhol, após 23 rodadas.

+ Neymar vê duelo contra o Real Madrid como 'confronto mais difícil' do PSG

+ Cristiano Ronaldo aposta em experiência do Real para superar o PSG de Neymar

Na tabela de classificação, O clube da Galícia tem 17 pontos e está na 19.ª e penúltima colocação - só à frente do Málaga, que tem 13. O primeiro fora da degola é o Levante, com 20 pontos, à frente do Las Palmas, que tem 18.

Logo após o apito final, torcedores do La Coruña, muito insatisfeitos com a campanha da equipe na temporada, vaiaram muito o time. Na entrevista coletiva após a partida, Seedorf procurou minimizar o ocorrido no estádio Riazor.

"Isso é normal. Os jogadores têm de aceitar as críticas. Nós temos que olhar para as coisas que fizemos bem na partida. Nós fomos organizados e mostramos competitividade", afirmou o treinador holandês, lembrando que o La Coruña mandou bolas na trave do Betis, mas teve azar de elas não terem entrado.

"Foi um jogo difícil contra um time que está jogando bem. Todos estão desapontados com o resultado, mas estamos convictos que as coisas vão melhorar", completou Seedorf.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.