Desábato cobra eficiência do Estudiantes na final

O zagueiro Desábato, que tentará ajudar o Estudiantes a segurar a força ofensiva do Barcelona na partida deste sábado, em Abu Dabi, pela final do Mundial de Clubes da Fifa, afirmou nesta sexta-feira que o time argentino terá de errar o mínimo possível no ataque se quiser ter chances de surpreender o campeão europeu e levar o título da competição.

AE-AP, Agencia Estado

18 de dezembro de 2009 | 10h01

"É uma grande equipe. Esperamos surpreendê-los para fazer a diferença (no placar). Com esses tipos de equipes as poucas chances que você tem, você tem de se colocar em vantagem", afirmou o jogador, que na estreia do Mundial de Clubes defendeu o Estudiantes na vitória por 2 a 1 sobre o Pohang Steelers, da Coreia do Sul, na semifinal.

O Estudiantes tenta voltar a ser campeão mundial depois de ter obtido o feito uma única vez, em 1968, quando superou o Manchester United na decisão da Copa Intercontinental, torneio que então decidia o ganhador do campeonato interclubes do mundo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.