Paulo Fernandes/Vasco
Paulo Fernandes/Vasco

Desábato minimiza desfalques do Vasco contra o Bahia na Copa do Brasil

Técnico Zé Ricardo terá pelo menos cinco ausências no jogo de ida das oitavas de final

Estadão Conteúdo

08 Maio 2018 | 16h26

O volante Leandro Desábato minimizou nesta terça-feira os desfalques do Vasco para o jogo de ida contra o Bahia, na quarta, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Para o jogador, titular garantido do técnico Zé Ricardo, o time carioca tem elenco para suprir as baixas.

+ Vitória anuncia liberação de Fernando Miguel para reforçar o Vasco

Os desfalques são encabeçados por Paulinho e Rildo, ambos se recuperando de lesões mais graves. Além deles, são desfalques os meias Evander, Giovanni Augusto e Thiago Galhardo na Arena Fonte Nova, em Salvador.

"Acontecer mudança num time grande é algo normal. Quem entrar, precisa estar preparado, como aconteceu com Bruno Cosendey no fim de semana passado. Ele fez uma grande partida e foi decisivo para a gente. Como a oportunidade apareceu e ele aproveitou, irá aparecer também para outro jogador. Acredito que será da mesma maneira nesse próximo jogo", disse Desábato.

Para o argentino, a partida desta quarta será uma oportunidade para o Vasco emplacar uma boa sequência de jogos, após a goleada sobre o América-MG, no sábado, pelo Brasileirão. Antes deste triunfo, o time carioca vinha sendo notícia fora de campo por causa da crise política interna e por conta das reclamações da torcida, na esteira da eliminação na Copa Libertadores - o Vasco agora só cumpre tabela em sua chave na competição internacional.

"O Vasco é um time grande e que precisa sempre pensar em vitórias. É normal sofrer pressão da torcida. Estamos todos tristes pela eliminação na Libertadores, mas já demos a volta por cima. Fizemos uma boa partida contra o América e saímos de campo com a vitória. Agora temos um novo objetivo, que é a Copa do Brasil. É competição importante e estamos preparados para fazer um bom jogo amanhã", projetou Desábato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.