Desábato passará a noite no 13º DP

Leandro Desábato chegou chorando ao 13º Distrito Policial, na Casa Verde, em São Paulo. Algemado, foi conduzido a uma cela especial onde passaria a noite por conta da acusação de racismo contra Grafite. O jogador argentino do Quilmes estava visivelmente abalado com a situação e não disse nada.Na chegada, ele pôde ouvir alguns gritos e manifestações de curiosos que estavam reunidos na porta da delegacia. "Racista, racista, racista", gritavam.Desábato é o 36º preso da delegacia. Ficou isolado em uma cela, sem cama, e com apenas com um buraco como latrina. O delegado titular da 13º DP, Italo Martins Júnior, não escondeu que sua intenção era se livrar o mais rápido possível do preso indesejado. "É uma bomba relógio. Quanto mais rápido ele for liberado, melhor para todos", admitiu. Por regras administrativas, como não tem curso superior - ao contrário dos outros presos do 13º DP -, Desábato não pôde ficar com os demais. O delegado, entretanto, garantiu que ele não ficaria sem um colchão para dormir à noite. Vale lembrar que na noite anterior, o argentino apenas cochilou algumas horas em uma cadeira.Quando deixar a delegacia, muito provavelmente na manhã desta sexta-feira, Desábato terá que se submeter a exame de corpo delito para confirmar que não sofreu nenhum tipo de agressão durante o tempo em que permaneceu detido.Notícias relacionadas ao caso: Grafite perdoa, mas mantém processo Grondona considera prisão um "exagero" Teixeira e Parreira repudiam racismo Embaixador quer desculpas de Desábato Câmara convida Grafite a debater o racismo Quilmes: delegação passou dia no hotel Desábato é um ilustre desconhecido Governo brasileiro condena ato racista Ibase encaminhará mensagens à Fifa Desábato é transferido de delegacia Alckmin condena racismo de Desábato Argentino é suspenso preventivamente Nicolás Leoz visita jogador argentino Grafite conseguiu o que queria?, diz Olé Quilmes acusa São Paulo de montar farsa Conmebol também investiga Desábato Enquete em jornal argentino vê racismo ?Atleta não demonstrou arrependimento? Delegação do Quilmes está retida em SP Jogador argentino está incomunicável Advogados tentam livrar jogador Desábato preso por racismo no Morumbi São Paulo vence Quilmes e lidera Grupo 3

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.